Carta de despedida

       

Tomar a decisão não foi difícil, mas sim tomar coragem. Preparei-me anos, e agora, na hora derradeira, ainda tenho dúvidas. Não quanto ao fato, obviamente, mas sim quanto ao método.

Sempre pensei em cortar os pulsos, acho romântico. A poça de sangue, a pele pálida. No entanto, precisaria de tempo, coisa que não disponho. Se me descobrem antes da hora, além de não completar meu intento, ainda passo vergonha.

Comprimidos. Sono, silêncio e…até mais. Perfeito. Coberta com meu edredom dos 101 Dálmatas, normal.

Vamos às explicações. Bom, escolhi assim. Talvez seja difícil de entender, mas estou cansada, muito. Desisto, me entrego, tchauzinho.

Não, não é um ato de rebeldia, de protesto, nada disto. Não intenciono o sofrimento de ninguém, só me rendo.

Motivos pra viver? Tentei encontrar, juro. Não tenho perspectiva nenhuma de futuro, vocação, vontades ou sonhos. Todos os dias acordo já ressentida por ter que agüentar mais 24 horas, durmo implorando para que seja a última noite.

Tédio, é este o meu problema. Não aquele tediozinho banal, pura falta do que fazer. Para mim, inclusive o planeta, o cosmos e a criação são tediosos.

Maldito big ban, antes nada disto tivesse começado. Acidente evolutivo, inútil. Recuso-me a ser mais uma atração neste circo. Deserto.

Imagino que inicialmente será triste, até chocante. Minha mãe e meu cachorro sentirão minha falta por um tempo…perdão.

Mãe, acredite, estarei bem. Desculpa por te decepcionar, por não atender às expectativas. Falhei, confesso. Sou covarde, estou fugindo. Não é culpa tua, nem minha. Uma sucessão de acidentes, coincidências. Fica com as boas lembranças, se houver alguma. Cuida do Tobs pra mim. Te cuida.

Tobias! Meu amor, mamãe te ama. Vovó vai cuidar de ti, tá?

Recado pros chocados: Vocês não conhecem muito da minha vida (e agora não conhecerão mesmo…rs).Se soubessem, entenderiam, talvez até me apoiassem. Muita gente não conseguiria vestir minha pele nem por um dia, eu agüentei por 23 anos. Já chega, não acham? Sou só um ser humano, uma mulher, uma criança azarada.

Agressores: Perdôo todos vocês, de verdade. Sem ressentimentos. Vivam da melhor maneira que puderem. Não façam mal a mais ninguém. Só peço que não chorem em cima do meu corpo, pois tenho nojo.

Meu(s) amor(es), na realidade, eu nunca vali a pena.

Bom, já me estendi demais. Está na hora! Apesar de algumas lágrimas, vou tranqüila, em busca da paz.

Muito obrigada por tudo, e mais uma vez, perdão.

Antes que mais gente me xingue, explico que o texto acima é fictício, tá?rs

Estou vivinha, e não pretendo me matar antes de sair o 7º livro do Harry Potter!hehehe

Este texto eu li em http://camilam.spaces.live.com/blog/cns!1F92DD30A786EAA8!1201.entry, faz algum tempo.

Meu comentário, foi:

Oi Camila,
O povo já t conhece, tinha gente lendo e rindo.
Acabei d chegar aki e m deparar com este seu texto, despedindo da mãe, du dog e etc…..
Tá loco, heim…………..
Eu fiquei preocupado aqui, antes d terminar o texto, eu já tava pensando como faço p/ entrar em contato, será q dará tempo d salvar a pobre menina……
Ancioso, as palavras, as linhas, e o coração apertado por nunca ter feito nada pela coitada, eu nem sabia q ela existia até este momento, com esta idade e já tá numas destas? ….. coitada…..
Desculpe a expressão – Mas, kct, era só galhofa!
I eu aki preocupado, quase m sentindo responsável pela minha omissão.
No final li q era ficção, eu já acho q era fricção….. mas num entendi o q queria comunicar com texto doido destes…
Eu vim aki ver autora dum verso no Msn space da minha amiga d Araraquara, q vc leu e agradeceu, lá q encontrei o link.
Logo d cara eu topo com este texto.
Creio q entrei aki no dia errado, na hora errada, meus olhinhos não podiam ter lido assim, sem +, sem aviso, sem noção…..
Fico até d pito quebrado, sem muito o q falar, ou comentar do texto.
Quando m acalmar por completo comento outros textos…
Bjs………

26 de outubro 19:17
(http://spaces.msn.com/members/ricbrsp/)

 

Anúncios

Sobre ricbrsp

Nascido em Lins/SP, criado na Capital paulista, formado advogado pela Unb (Brasília-DF), é autônomo em sampa, divorciado, vive com seus filhos. Ocupando meu espaço na web.
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Carta de despedida

  1. GBternura disse:

    OBRIGADA POR SUA VISITA POR TEU COMENATARIO..É  POR SUA CRITICA..
    QUANTO O  GILFS..NÃO  VOU RETIRAR PQ  FOI  PRESETE DA MINHA MIGUCA ELAINE
    VEIO LA  DO JAPÃO..
    PENA QUE VC NÃO TENHA GOATADO..MAIS VALEU  ..
    SEU BLO ESTAR MUITO BOM..ASSUNTO  DE INTERESSE DE TODOS
    UMA LINDA SEMANA COM MUITA APZ MUITO AMOR A VC E A A TODOS
    BEIJO NA ALMA
    GB

  2. rutilene disse:

    Quando uma a lágrima surge nos meus olhosE uma dor oprime meu coraçãoSem desilusão e sem medoOlho para cima. Ainda existe muita paixãoQuando a vida me nega alguma coisaNão desanimo, nem desistoNão penso que nada vou alcançarOlho para cima. Ainda existe uma esperança.
    Este é um trecho de José Eduardo C. Trefiglio que eu acho muito importante, pois não devemos desanimar e nem desistir de nada, se hoje não tens muitos amigos, amanhã terás muitos.
    Desejo uma ótima semana, e que os seus caminhos sejam sempre iluminados por Deus.
    Um beijo da amiga Ruthy
     

  3. Carlos Estevan disse:

    Oi amigão dôido. blza?
    Gracias, pela preocupação, porém, agora estou em meu território, aquí Eu sou o Bichodagoiaba! rsrsrs!
    Ps.:Que legal este texto da Camila!
    Abração e fique bem!

Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s