Como eu tava dizendo – voto distrital!

Como eu tava dizendo, digo escrevendo neste blog, sobre política, que o sistema atual é podre, não funciona em benefício da república, somente dá certo para os políticos e seus partidos, no sistema do “tomá lá, dá cá”, isto é, escambo, acrescentando que foi o primeiro sistema comercial da humanidade, antes de surgir o dinheiro. Num sistema simplista, o Congresso Nacional só vota ou nas matérias do interesse do partido, ou só a soldo, pagamento em pecúnia (cash, nada de cheque, nem ordem de pagamento), ou benefícios através das emendas parlamentares (pontes, estradas, creches, escolas, hospitais, entre outras melhorias locais, no reduto (curral) eleitoral do autor do projeto, que no final acaba recebendo parte do investimento, através da propina da empreiteira que fará a obra, como denunciado nos textos anteriores.
 
Neste sentido, apontando esta mazela do sistema político brasileiro atual, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, para mim marcou um ponto em seu favor, depois de muitos contrários, em palestra na Associação Comercial de São Paulo, fundamentando porque é a favor do sistema do voto distrital.
 
Apesar deste ponto marcado, o problema é anterior aos mandatos de FHC, mas só agora ele diz que é problema, bem depois q saiu do poder. Justamente o PSDB quase foi pego num mensalão, mas conseguiu abafar a CPI, justamente p/ garantir a governabilidade de FHC.
 

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou que o Brasil passa por uma crise de legitimidade que pode afetar a governabilidade. Segundo ele, em algum momento, o sistema político pode apresentar um stress e se despedaçar: "Basta um momento não tão favorável da economia, aparece um outsider e ganha (a eleição)." Em palestra na Associação Comercial de São Paulo, FHC propôs uma campanha nacional para gerar uma onda de pressão de fora para dentro do Congresso que leve à aprovação do voto distrital puro.
"Sem nos apercebermos, incorremos no risco de desmoronamento das instituições republicanas. Quem conhece a América Latina sabe que isso pode ocorrer", sublinhou FHC. O ex-presidente pediu foco no debate da reforma política e sugeriu que o voto distrital puro seja testado já nas eleições municipais de 2008, nas cidades com mais de 200 mil eleitores, onde há segundo turno. Mas para isso o Congresso precisaria aprovar a mudança até outubro.
"Vamos ter de partir para algum tipo de primárias, em algum momento", sublinhou. Disse que o projeto de reforma política que está no Congresso "é uma camuflagem, uma contrafação": "O melhor é não votar isso".
Para Fernando Henrique, o sistema proporcional cria "uma confusão de nomes": mais de 3 mil candidatos lançam-se à feroz disputa pelo voto de 28 milhões de eleitores paulistas; com voto distrital, cada candidato disputaria um universo aproximado de 400 mil votos. "No sistema atual, o eleitor pesca um nome com o qual não tem compromisso e logo se esquece dele", afirmou. O deputado, por sua vez, busca ligações com bases políticas. Se eleito, vai operar em favor dessas alianças, não do eleitor, a quem não se sente ligado, acrescentou.
 
Concordo com FHC o tema é de extrema relevância para o futuro político do Brasil, mas fazer pressão popular p/ aprovar tal matéria, ai que eu quero ver, pois no sistema atual os deputados e senadores fazem como bem entendem com seus votos nas casas legislativas e não dão satisfação a ninguém, muito menos ao seu eleitor, só ao seu partido, q são um ninho de cobras, bem como as forças econômicas que os apóiam, até porque seu voto é meramente de aluguel.
 
Por conta deste "toma lá, dá cá", que Lula está realizando a reforma ministerial, agraciando o PMDB, finalmente, com vários ministérios de peso ($$), reparem que a distribuição destes ministérios estão ligados diretamente aos seus respectivos orçamentos, daí o peso de cada um, como se fosse um loteamento do poder, como diria o Boris Casoi, – “uma vergonha”.
Anúncios

Sobre ricbrsp

Nascido em Lins/SP, criado na Capital paulista, formado advogado pela Unb (Brasília-DF), é autônomo em sampa, divorciado, vive com seus filhos. Ocupando meu espaço na web.
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Como eu tava dizendo – voto distrital!

  1. Sueli disse:

    Oi amigo
    Estive lendo tua materia sobre visitas aos hospitais, mas o que tenho a comentar não justifica o desamor pelos pacientes internados, ou diga-se de passagem, abandonados!Para que se possa fazer uma visita aos pacientes, eh preciso antes de tudo, ter autorização da dirtoria do mesmo, ou da "chefia" Até para visitarmos nossos proprios doentes, esbarramos na burocracia de horários e limite de visitantes. Para adentrarmos em horários diversos dos familiares, precisamos estar ligados à grupos religiosos, ongs,  OU "PANELINHAS" de pseudo- voluntariado, que no fundo so serve mesmo pra promoção das suas instituições; para garantir a verba no final do mês…Claro que nao generalizo, pois sei de pessoas que vão fazer visitas, por amor mesmo, por terem piedade dakeles qe nem sequer tem familias proximas de onde estão internadas e recebem o carinho dessas pessoas abnegadas.Sou defensora da máxima: – Faça tua parte e entregue o resto à Deus! Tudo em nosso País obedece à lei da politicagem, não importa de qual nível. é a politicagem administrativa, a do abuso do poder, da prepotência, e outras mais que agora nem me lembro.Sinto muito por ver tantas coisas tristes relatadas no teu blog, mas vc retrata bem a situação do mundo,  no geral.Parabéns pela tua atitude!!! Me envergonho por escrever so bobagens no meu Space, enquanto vc luta por divulgar as injustiças e os descalabros do nosso cotidiano. Estou com saudades… Desculpe pelo espaço tomado… Tenha um ótimo final de semana, e ve se fica pouco no Parque do Ibirapuera, principalmente se estiver de carro kkkkk. Bjs

  2. Lismaria disse:

    Prezado amigo  RIC gostaria de manter uma correspondência mais instântanea ..tenho admiração pelo seu trabalho..seu pensar…mas ando um tanto sumida entre viagens e afazeres extras …hoje em POA amanhã em Curitiba…e por ai vai….venho hoje agradecer sua sempre bem vinda presença em meu espaço e as divinas palavras de carinho deixadas.
    "Todos os dias Deus nos dá um momento em que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes. O instante mágico é o momento em que um "sim" ou um "não" pode mudar toda a nossa existência." Um grande abraço e um bom fim de semana. LIS

Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s