Hier encore, j’avais vingt ans Ainda ontem eu tinha vinte anos

Me fez chorar, uma hora destas, pensando nos meus 20 anos, naqueles sonhos que jamais se realizaram, o tempo q deixei escapar pelos meus dedos.

Dias atrás tava falando p/ um pai q havia perdido um filho c/ 23 anos, e eu perdi um amigo, de que todo ser humano vive o hj como se o hj não terminasse jamais, como se o tempo estivesse a nossa mercê.

Vivemos e agimos todos os dias como se fossemos eternos, como se a morte não nos atingisse, por exemplo, dá vontade de dar um abraço num filho, e agente adia, deixa p/ uma outra hora melhor, um outro dia mais apropriado, e vai deixando as coisas da vida, deixando a vida simplesmente passar, adiando muita coisa, como se tivesse a certeza do amanhã.

Vivemos como se fossemos p/ sempre, como se para-se o relógio do tempo, perdemos tempo com tantas bobagens, q não levaram a nada, deixamos de fazer tantas coisas importantes, como se tivéssemos uma segunda vida p/ fazê-las na próxima oportunidade.

Lembro q m convidaram p/ ir num show na Puc/SP p/ ouvir Elis Regina cantar, e eu pensei, vou deixar p/ outro dia, até por ser fã dela, c/ certeza vou ouvi-la cantar um dia, anos depois morreu, e eu jamais ouvi Elis cantar ao vivo, só d gravação, e tantas coisas que deixei p/ depois, e este depois nunca chegou.

Deixei p/ amanhã, mas este tal amanhã nunca que chega.

Quando tinha 20 anos pensava q ia d bike de sampa á Santos, e até hj não fui, meses atrás m convidaram novamente, mas agora c/ a idade, não tenho pernas p/ tanto, p/ mim será muito sofrimento p/ realizar este sonho esquecido no meu passado distante, que não realizei quando era tempo dele, quando estava preparado p/ tal proeza, e assim a vida vai nos levando, e não nós a ela.

Como canta na música “Eu acariciava o tempo e brincava de vida!”, “brincava de amar”, como se o tempo m espera-se para sempre amadurecer.

Minha resposta p/ Betão q envio o vídeo, c/ tradução da musica Hier Encore Charles Aznavour:

Anúncios

Sobre ricbrsp

Nascido em Lins/SP, criado na Capital paulista, formado advogado pela Unb (Brasília-DF), é autônomo em sampa, divorciado, vive com seus filhos. Ocupando meu espaço na web.
Esse post foi publicado em Poesia, versos, prosas, crônicas e etc.... Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Hier encore, j’avais vingt ans Ainda ontem eu tinha vinte anos

  1. Gracia disse:

    Muito lindo! Gracia.

Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s